Investigação sobre a NOVA tecnologia TI-Nspire


Investigação em sala de aula
Nesta secção apresentamos-lhe os resultados e conclusões dos estudos realizados em sala de aula, em todo o mundo.
O TI-Nspire ajudou a:
- Aumentar a autonomia, em especial, quando os alunos desenvolveram confiança suficiente com o TI-Nspire, que lhes permitiu determinar o seu próprio caminho numa tarefa.
- Aumentar as oportunidades para avaliar a compreensão matemática, promovida pela utilização da tecnologia.
- Motivar os alunos através da promoção e do interesse natural pela própria matemática.
Um estudo com a duração de um ano introduziu o TI-Nspire no desenvolvimento profissional para 14 professores em sete escolas secundárias britânicas.  O estudo qualitativo indicou muitos exemplos de como os professores utilizaram o TI-Nspire com o objectivo de melhorar a compreensão matemática dos alunos.

O TI-Nspire foi utilizado para estimular os alunos a pensarem matematicamente e a participarem e motivarem-se com as estruturas e conceitos matemáticos de uma forma que geralmente não é possível com as abordagens tradicionais de lápis e papel.
Houve uma prova evidente que o TI-Nspire: 

Suporta a trajectória dos professores em relação à selecção e/ou concepção de actividades mais exploratórias para utilizar nas aulas. Os professores avaliaram a utilização do TI-Nspire nestas aulas de uma forma muito positiva em relação aos resultados de aprendizagem dos alunos;
Ajuda os professores a aumentarem as oportunidades para os alunos participarem em actividades plenárias úteis em que os alunos partilham resultados e abordagens;
Fornece feedback imediato e sem juízos de valor aos alunos;
Aumenta as oportunidades para os alunos acompanharem as suas próprias linhas de pesquisa matemática.
 Referência: Clark-Wilson, 2008
Os alunos com acesso à tecnologia TI-Nspire aumentaram a compreensão dos fenómenos e estavam melhor preparados para formular inferências. O efeito foi maior nos alunos com menores capacidades.
Numa experiência controlada de pequena escala com atribuição aleatória, os investigadores detectaram:
Todos os participantes apresentaram um ganho nos procedimentos experimentais e, mais importante, nos conceptuais;
Os participantes aumentaram a compreensão e pareceram estar melhor preparados para formular inferências que ligam o conhecimento inerte aos fenómenos observados;
Os participantes com menores capacidades pareceram apresentar ganhos mais elevados.
Os investigadores observaram também que os alunos aprenderam a utilizar o TI-Nspire de forma fácil e rápida na modelagem de dados e apresentaram melhores resultados na participação e na aprendizagem colaborativa.
 Referência: O'Mahony, Baer et al., 2008
A utilização adequada do TI-Nspire pode aumentar a participação dos alunos, facilitar a utilização de recursos partilhados para a aprendizagem colaborativa e um novo formato integrado para a instrução. Acredita-se que o TI-Nspire é uma ajuda para aprender matemática (não apenas um dispositivo de eficiência).
Um estudo qualitativo em França de seis turmas do 12º ano que utilizavam unidades portáteis TI-Nspire CAS concluiu que:
Os professores inseridos no projecto desenvolveram um modelo pedagógico eficaz, incluindo um ficheiro .TNS juntamente com uma folha de cálculo do aluno, uma folha do professor e um cenário para utilização, explicando a possível utilização do ICT;
A estrutura de documentos serviu como um registo temporário local das actividades a realizar na turma, suportando ensino, avaliação e investigação;
A colaboração foi essencial para desenvolver progressos de ensino e actividades de aprendizagem através da adaptação dos recursos partilhados;
A colaboração é suportada por um espaço de trabalho partilhado online para professores.
Os inquéritos de opinião aos alunos mostraram:
Mais de 96% dos alunos tinham um computador em casa, 75% utilizavam-no diariamente, e entre a pequena parte dos alunos que conheciam a geometria dinâmica, a maioria tinha experiência com o cabri.  Mas ainda citavam como vantagens a extrema portabilidade e as aplicações dinâmicas do TI-Nspire;
A utilização regular nas aulas do TI-Nspire simplificou o conhecimento da ferramenta e as dificuldades de utilização foram vencidas rapidamente;
À medida que o ano avançava, a ênfase do aluno era muito mais nas possibilidades para cálculo simbólico e novas potencialidades para resolução de problemas, em vez das funcionalidades do dispositivo.
 Referência: Aldon, Artigue et al., 2008
Numa escola com muitos alunos de baixos recursos, foram observados efeitos positivos na participação quando os alunos utilizaram o TI-Nspire com técnicas de ensino adequadas.
Um estudo de uma intervenção com a duração de um ano com 5 professores de álgebra integrada numa escola de grau I da Cidade de Nova Iorque (com uma população estudantil de baixos recursos) detectou que:
No grupo experimental que utilizava o TI-Nspire, as alterações nos resultados nas turmas de nível superior foram significativas. Estes resultados podem ser atribuídos à integração do TI-Nspire nas turmas de álgebra integrada;
As notas dos semestres Outono vs. Primavera diminuíram significativamente em ambos os grupos, no entanto, a diminuição das notas foi muito mais significativa no grupo de controlo;
Quando os professores criaram os seus próprios materiais, sentiram-se mais confortáveis nas aulas com os alunos;
Os alunos utilizaram mais frequentemente a aplicação da calculadora e demonstraram um nível de competência mais elevado nesta aplicação;
A competência dos alunos com a tecnologia TI-Nspire é independente da demografia dos alunos, e não variou nas turmas.
 Referência: Lyublinskaya, 2008